07 dezembro 2011

Antes da dor, o grito.

O tempo passou. A palavras proibidas foram ditas. O caos existe. A paz existe. O Amor nasceu. O Amor morreu. O Amor não existe e passa a existir, o Amor existe e anulou todo o resto. As pessoas se conheceram. A fome veio. A sede veio. O Sol do dia seguinte veio. Virá outra vez mais e de novo. As pessoas cresceram. Eu cresci. As coisas continuaram, o tempo passou. O Amor se tornou importante: e a partir de então eu nunca mais fui o mesmo.

Um comentário:

Tarco disse...

boa reflexão sobre metamorphosis e dor, Tiago!