12 março 2012

Micro-conto nublado

O velho vivia tendo momentos de dispersão cromática. Sempre que chovia, caçava arco-íris no cinza do céu. No dia que não mais via, luzes refrataram-se dentro das suas gotas.

Um comentário:

Tarco disse...

Bonita visão