08 março 2012

A mulher


Quando a interminável servidão da mulher for finalmente extinta, quando ela passar a viver por si e para si mesma, quando o homem - até então abominável - finalmente a libertar, a mulher também será uma poeta! Ela encontrará uma porção do desconhecido! Suas ideias serão diferentes das nossas? Ela irá se deparar com o estranho,com o insondável, com o respulsivo, coisas deliciosas.

Rimbaud, em carta a Paul Demeny, em 15 de março de 1871.

Foto: Patti Smith, who loved Rimbaud, holding the photographer Judy Linn’s Super 8 Bolex camera at Linn’s apartment in Brooklyn, early 1970s; from Linn’s recent book of photographs, Patti Smith 1969–1976

Um comentário:

Paola Benevides disse...

hoMENagem sensacional!