15 outubro 2006

NECAS


VAZIEZ de sentido. O mundo é um turbilhão dessa fuligem, dessa gente fula tentando escapar por qualquer fresta. Tudo é festa, tudo é sesta. Pura chantagem! Não tem trabalho para quem não tem bugalhos. Alho é só um tempero de quem pode comer, quem não pode, sacode. Não cai nada, só farelo. De saco cheio, asco com recheio de pena e ódio. Tragam nos bolsos ao menos o furo de pretexto e de texto tragam algum furo jornalístico amarelo. É sensacional, é sensacionalíssimo! Se ele diz a verdade, toda verdade, então é tachado de dono dela, líder da multinacional geradora de milhões de mentirosos por dia. Até eu queria! Estipulam os preços na base da estripulia, esfaqueando bolsos, daí vem a furada toda. Mas não é da conta deles, então incluem na nossa, nas poupanças que não nasceram viradas pra lua. Por isso é que se acha o pôr-do-sol tão bonito...

Coisa mais decadente! Estrelas também, basta ver como anda Hollywood, cheia de bandeirinhas vermelha-brancazuis sendo queimadas nas calçadas. Tremulam só as nossas pernas, estamos quebrados. Vidros-fumê por onde não se entra mais luz, mesmo quebrados. O fragmento virou movimento Pós nessa era
COCAína em que se aspira fama a qualquer custo. Custa-nos os olhos da cara cegos. Nós. Nós cegos. Pretos, mulheres, transgêneros transando todas modas, porque minoria é a parte fragmentada, só o caco, portanto. 100 preconceitos! Google Earth. Assim o planeta gira em nossas mãos com gigas de diferença, derretendo calotas, derramando sangue, superaquecendo. Proteção? Dada a nudez no nascimento, que pena das crianças sem pena! Anjos não existem mais. E quando elas perguntarem o que veio antes do homem, do ovo, da galinha, a resposta será simples e tediosa: o branco, o flanco do NADA. Obrigado; de nada.
Pal

Um comentário:

Cassiano Amaral ou Adenor Nunes disse...

Muito bom texto, parabéns!
Gostaria muito que conhecesse o meu blog!
http://voceporaquidenovo.blogspot.com