16 julho 2013

INIMIGO OCULTO

PARA PAOLA
dizem que
em algum ponto do cosmos

(le silence éternel de ces espaces infinis m’éffraie)

um pedaço negro de rocha
- do tamanho de uma cidade –
voa em nossa direção

perdido em meio a muitos milhares de asteroides
impelido pelas curvaturas do
espaço-tempo
extraviado entre órbitas
e campos magnéticos
voa
em nossa direção

e quaisquer que sejam os desvios
e extravios
de seu curso
deles resultará
matematicamente
a inevitável colisão

não se sabe se quarta-feira próxima
ou no ano quatro bilhões e cinquenta e dois
da era cristã


FERREIRA GULLAR

Um comentário:

Paola Benevides disse...

Contigo deixo de ser frágil, viro caixa de mudança com os dizeres: "pisa nimim!"

Degustar Gullar com café à tarde após nossa Yoga foi dádiva. Obrigada, irmão! Namastê.