28 março 2008

Transmutando um velho apontamento

1 de Outubro, 1906

Estou cheia de idéias para esta noite. E elas precisam de alguma forma germinar. Já vi o bastante para criar. Devo escrever algo que seja bonito e moderno, juvenil, ensolarado. Agora sei que estou pronta, mas não me sinto nenhum pouco segura. Oh, deixe-me escrever algo de fato bom, deixe-me esboçar uma idéia e desenvolve-la. Aqui está o silêncio, a paz, o esplendor – campo e pássaros. Ao longe escuto o barulho de homens numa construção. Já o bonde, me exaspera. Deixe que brote um poema...
Compô-lo-ei belamente. Luz brilhante agora. Estou contente. Será uma bela tarde – mas, eu peço, deixe-me escrever.

Katherine Mansfield

Trad. Tarco Zan

Nenhum comentário: